WhatsApp
selo de 30 anos

Base da Produtividade

} 5 minutos de leitura

Início » Blog de Empreendedorismo » Base da Produtividade

A missão de qualquer RH é ser parceiro do negócio, é auxiliar na forma de tornar a organização mais produtiva. Nesse desafio existe um norteador claro: o índice de confiança da equipe.

Confiança é a base de qualquer relacionamento. No mundo do trabalho isso ganha ainda maior destaque, pois é a confiança que permite o “ir além”, que garante a dedicação e o engajamento.

Em tempos de sucesso é a confiança que retém talentos. Em tempos de crise é ela que garante o sacrifício.

Nesse sentido a busca de um ambiente de confiança é papel de todos os gestores e lideranças da empresa.

A leitura do livro “Regras da Confiança” apresenta ótimas reflexões para quem está compromissado com esse desafio.

O primeiro passo para confiança é confiar.

Ao ver uma empresa com baixo nível de confiança repare em seus líderes. É neles que encontramos as respostas dos problemas e das soluções.

E o primeiro passo para qualquer gestor desenvolver confiança é ele confiar.

O ambiente é o somatório dos relacionamentos que o compõe. Em relacionamentos sempre alguém precisa dar o 1º passo.

No mundo corporativo, esse alguém sempre é o gestor. Ele precisa confiar em sua equipe. Confiar é nesse contexto como delegar.

Exige monitoramento e atenção, quando delegamos não estamos tirando a responsabilidade e deletando-a, ao passar para alguém da equipe.

Estamos confiando-a ao outro.

Confiar envolve assumir risco, estar vulnerável pela ação do outro. É o risco necessário para construirmos a tal produtividade que queremos. Portanto, cultive confiança, é um processo construtivo e que se robustece a cada ciclo.

A cada ciclo é necessário ter coerência na ação para que essa construção seja sadia. Não adianta falar que confia e na prática ser o controle em pessoa, checando a cada respiração.

A ação para construir o bom ambiente de trabalho.

As pessoas confiarão naqueles que são competentes e compromissados. Aqueles que fazem o que precisa ser feito, sendo íntegros e coerentes. Nesse quesito é preciso coragem para defender as causas e crenças que estão na base do relacionamento.

Ninguém confiará em um discurso que não for praticado.

É necessário enquanto gestor calibrar expectativas. Promessas ou falas entendidas como promessas quando não concretizadas minam a confiança. São incoerentes e inconsistentes.

Transparência para lidar com problemas e situações difíceis por sua vez aumentam a confiança, ganha-se o respeito. O velho e bom “papo reto” tem valor, afinal ninguém gosta de ser enganado.

A confiança ganha força com o interesse legítimo entre as partes. As atitudes aqui são essenciais.

Falar que valoriza e dar atenção aos outros com atitudes incoerentes de nunca ter tempo para uma conversa ou durante as conversas só ficar olhando para o celular, destroem valor.

Uma leitura que complementa bastante essas atitudes com o outro é o livro “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”.

Conteúdos Exclusivos

Feito é Melhor que Perfeito

Planejamento com viés de ação. Faça acontecer!